truque de mestre

X MEN

X MEN

sábado, 16 de outubro de 2010

Quem espera entrar no cinema e assistir um filme fácil com rostos conhecidos da televisão vai dar com os burros n'água. Prepare o seu humor e entre de cabeça nesse drama nacional que mostra as dificuldades dos relacionamentos.

Baseado no livro de Myriam Campello ("Como Esquecer - Anotações quase inglesas"), o longa conta a história de Julia, uma professora de Literatura Inglesa, abandonada sem muitas explicações por sua companheira após um relacionamento de 10 anos.

Diante de um tema árido e controverso - o filme aborda um amor homossexual -, recebe mais tempero com as histórias de Hugo, um viúvo gay, e Lisa, uma jovem diante de duas perdas.

Diante de dificuldades financeiras, os três vão morar juntos, formando uma espécie de "república dos inconsoláveis", e é dessa forma que vão lidar de várias maneiras com as dificuldades afetivas.

O problema é a constante acidez da personagem de Ana Paula Arósio, que pode ser indigesta para muito espectador.

O filme é repleto de divagações e mergulhos mais cerebrais, com direito a citações de Virginia Woolf e da poetisa Emily Brontë.

Destaque para interpretação convincente de Murilo Rosa e o humor do seu personagem, para a fotografia do filme e para as cenas de nudez, em sua maioria, de bom gosto e sensuais.

O filme que disserta sobre a difícil dor da perda e as conseqüências desse sentimento no ser humano, consegue tocar o telespectador com as angustias de seus personagens.

Ainda assim, o filme pode não ser lembrado como uma obra prima por muitos por se tratar de um assunto ainda muito polêmico, mas não merece ser perdido por aqueles que curtem um bom drama e que com certeza irá fazer você pensar.

O filme foi dirigido por Malu De Martino e produzido por Elisa Tolomelli.