truque de mestre

X MEN

X MEN

sábado, 21 de janeiro de 2012



Qual sua maior motivação para um gesto tão definitivo? Criar um propósito para sua existência? Ter a pessoa que ama ao seu lado? Impor justiça com as próprias mãos? Compensar o sentimento de culpa por um acidente terrível do passado? Ao espectador, cabe fazer seu julgamento sobre a história desse jovem e seu destino.
Edgar é um jovem de classe média que vive uma plena crise existencial por conta de seu passado.
Conduzido por uma narrativa extremamente fragmentada, cheia de reviravoltas em ritmo alucinante. Ágil e surpreendente, o filme tem uma temática extremamente contemporânea.

Trama policial, corrupção e política são os alicerces desse longa extremamente inovador no mercado brasileiro. Sim, alguns momentos podemos até nos lembrar de Tropa de elite por sua temática, mas em nada se parecem.

De um lado o poder, representado por um estado corrupto, abusivo em seus tributos e ausente perante suas obrigações. Do outro o crime, cada vez mais organizado com a violência se tornando uma constante na vida dos cidadãos das grandes metrópoles.

O filme conta com uma edição frenética, bem ao estilo dos videoclipes e mistura diversas linguagens e tecnologias, incluindo desenhos, gráficos, imagens congeladas, aceleradas, flashbacks e flashforwards. Bem diferente do que estamos acostumados, talvez por isso, considero o filme tanto de arte como comercial.

Dois coelhos é um projeto completamente autoral de Afonso Poyart que assina a direção, roteiro e produção do filme.