truque de mestre

X MEN

X MEN

sábado, 15 de dezembro de 2012


Em um subúrbio de Edimburgo, quatro jovens sem perspectivas mergulham no submundo para manter seu vício pela heroína.

Dirigido por Danny Boyle (127 horas e Quem quer ser um milionário?), Trainsnpotting é um filme subversivo, sujo e completamente libertador (de alguma forma isso é possível), que conta a vida de um grupo de jovens viciados na Escócia.

Baseado no livro cult, um romance homônimo de Irving Welsh (que também atua no filme como Mike Forrester) escrito nos anos 80. O filme exibe uma Cultura Pop que estava chegando a Grã Bretanha.

O Surrealismo nos ângulos, nas cores e nas percepções (tanto da direção, da fotografia e do roteiro capazes de refletir nos personagens centrais) tornam-se uma estilização de um gênero fictício (se assim posso dizer) de filmes como Kids, Diário de um adolescente e Garotos de Programa.

Enérgico, perturbador  irracional e desagradável, Trainspotting é a essência de personagens um tanto reais pelo mundo a fora. Um filme auto-destrutivo!

Cheio de referências cinematográficas (Em nome da Rosa, Laranja Mecânica, Paul Newman,...) e referências visuais que compõem o filme junto a trilha sonora eletrizante (Pulp, Blur, Iggy pop, Underworld, ... ), o filme também aborda elementos como a angustia e o isolamento no comportamento de ex-viciados.

Trainspotting é um projeto interessante de qualidade sobre "Amigos" viciados, que caminham inexoravelmente para o fim desta amizade e, simultaneamente marcham para a auto-destruição.