truque de mestre

X MEN

X MEN

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Tim Lopes – Histórias de Arcanjo’ divulga cartaz e trailer e confirma estreia: dia 5 de junho, em todo o país


DOCUMENTÁRIO SOBRE A VIDA E A MORTE DO JORNALISTA TIM LOPES É CONDUZIDO E ROTEIRIZADO SOB O OLHAR DO PRÓPRIO FILHO, O JORNALISTA BRUNO QUINTELLA, E TEM DIREÇÃO DE GUILHERME AZEVEDO


Prostitutas, operários de metrô, dependentes de drogas, menores infratores e traficantes de drogas. Estes são alguns grupos retratados pelo jornalista Arcanjo Antonino Lopes do Nascimento, mais conhecido por Tim Lopes.  Doze anos após sua morte, o público terá oportunidade de conhecer detalhes do seu corajoso trabalho como jornalista investigativo, no documentário “Tim Lopes - Histórias de Arcanjo”, de Guilherme Azevedo, que estreia em 5 de junho. 

O filme é uma produção associada da Avexi Filmes, Bruno Quintella e Companhia Cinematográfica Filmi di Luzzi, com coprodução da Globo Filmes e distribuição da Europa Filmes. “Tim Lopes - Histórias de Arcanjo” ajuda a entender o homem por trás dessas polêmicas reportagens, que mostravam a desigualdade e as histórias de vida de pessoas pouco conhecidas pela classe média brasileira. O longa-metragem aborda as raízes familiares do jornalista Tim Lopes no Rio Grande do Sul, resgata os bastidores de suas principais matérias investigativas, além de esclarecer as circunstâncias de sua execução, em junho de 2002, durante uma apuração sobre abusos sexuais em bailes funks em uma favela carioca.

Depoimentos de parentes, amigos e companheiros de trabalho, assim como fotos, matérias  de jornais e imagens do repórter e suas câmeras escondidas ilustram o documentário, vencedor do Prêmio de Melhor Documentário no Festival do Rio de 2013 e do San Diego Black Film Festival, na categoria Melhor Filme Estrangeiro.

Sinopse 
“Tim Lopes – Histórias de Arcanjo” traça um perfil sensível e afetuoso do jornalista investigativo que revelou aos brasileiros a dura realidade dos excluídos. Conduzido por Bruno, filho de Tim, o filme conta a infância do repórter no Rio Grande do Sul, resgata os seus principais trabalhos e esclarece circunstâncias de sua execução por traficantes de uma favela carioca, através de depoimentos de parentes, amigos e companheiros de trabalho, bem como de imagens de arquivo.