truque de mestre

X MEN

X MEN

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

A TEORIA DE TUDO POR ALÊ SHCOLNIK

A Imensidão da vida através do tempo no olhar de Stephen Hawking faz de “Teoria de tudo” uma bela homenagem ao homem que se tornou. Sua genialidade espetacular conquistou o mundo!

Baseado na biografia de Stephen Hawking (“Travelling to Infinity: My Life with Stephen”, escrito pela sua mulher, Jane Hawking.), o filme mostra como o jovem físico fez descobertas importantes sobre o tempo, além de retratar o seu romance com a aluna de Cambridge Jane Wide e a descoberta de uma doença motora degenerativa quando tinha apenas 21 anos.

O filme conta a triste trajetória (romanceada) deste brilhante cientista seguindo a linha convencional das biografias. Um roteiro simples, direção competente de James Marsh, uma trilha sonora que pontua bem o filme,  e a brilhante atuação de Eddie Redmayne (enquanto falta uma certa carga dramática na atuação de Felicity Jones)!

Mesmo que o  romance seja contado quase como um conto de fadas, “A Teoria de tudo” é um filme delicado e bonito, capaz de levar o espectador as lágrimas.

A sequencia final merece destaque pela metáfora sobre o tempo, foi uma chave de ouro para finalizar um filme que cativa profundamente o espectador.

O filme ganhou 2 prêmios no Globo de Ouro (melhor ator de drama, para a atuação de Eddie Redmayne, e melhor trilha sonora) e  foi indicado ao Oscar nas categorias: melhor filme, ator, atriz, roteiro adaptado e trilha sonora original.