truque de mestre

X MEN

X MEN

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

A FAMÍLIA BÉLIER POR ALÊ SHCOLNIK

Na família Bélier, todo mundo é surdo, com exceção de Paula, de 16 anos. Ela é uma intérprete essencial para seus pais no cotidiano, incluindo para a operação da fazenda da família. Um dia, impulsionada por seu professor de música que descobriu seu dom para cantar, ela decide se preparar para um concurso da Radio France - uma opção de vida que significaria, para ela, a distância da família e uma transição inevitável para a vida adulta

É interessante perceber o trabalho postural da atriz Louane Emera (que interpreta Paula). Sua postura mostra como ela, mesmo com tamanha responsabilidade, é uma garota insegura, cheia de  dilemas tipicos da adolescência.

A perspectiva do olhar do diretor ao transmitir para o espectador as cenas mais cruciais do filme (o dueto, o momento em que o pai de Paula escuta a filha cantar sentindo seu timbre através das mãos e audição em Paris) é de uma delicadeza absurda!

Impressionante como a música se comunica entre pais e filha, é emocionante!

“A Familia Belier” é bonito, gracioso e emocionante! O filme consegue balancear drama e comédia na medida certa, mesmo que o filme tem mais motivos para se chorar do que qualquer coisa.

Mesmo com toda a sua simplicidade do roteiro, “A Familia Belier” mostra que independente de deficiências, todos nós temos a nossa própria identidade.

Filme para rir e para chorar. Lindo!