truque de mestre

X MEN

X MEN

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

GRANDE PRÊMIO DO CINEMA BRASILEIRO 2015


Aconteceu ontem, 1° de Setembro, a 14ª edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. O premiado drama de Fernando Coimbra, "O lobo atrás da porta", deixou o palco do Cine Odeon com sete dos 12 troféus a que havia sido indicado.

Abaixo, segue a lista dos vencedores:

Melhor longa-metragem de ficção: "O lobo atrás da porta"

Melhor ator: Tony Ramos, por "Getúlio", e Babu Santana, por "Tim Maia" (empate)

Melhor atriz: Leandra Leal, por "O lobo atrás da porta"

Melhor ator coadjuvante: Jesuíta Barbosa, por "Praia do futuro"

Melhor atriz coadjuvante: Thalita Carauta, por "O lobo atrás da porta"

Melhor direção: Fernando Coimbra por, "O lobo atrás da porta"

Melhor roteiro original: Fernando Coimbra, por "O lobo atrás da porta"

Melhor roteiro adaptado: Jorge Furtado e Pedro Furtado, por "Boa sorte"

Melhor longa-metragem animação: "O menino e o mundo", de Alê Abreu

Melhor longa-metragem infantil: "O menino e o mundo", de Alê Abreu

Melhor longa-metragem documentário: Brincante", de Walter Carvalho

Melhor longa-metragem comédia: "Os homens são de Marte... é pra lá que eu vou"

Melhor direção de fotografia: Lula Carvalho, por "O lobo atrás da porta"

Melhor montagem documentário: Pedro Bronz, por "A Farra do Circo"

Melhor montagem ficção: Karen Akerman, por "O lobo atrás da porta"

Melhor trilha sonora: Berna Ceppas e Mauro Lima, por "Tim Maia"

Melhor trilha sonora original: André Abujamra, por "Trinta"

Melhor direção de arte: Tiago Marques, por "Getúlio"

Melhor efeito visual: Adam Rowland, por "Trash – a esperança vem do lixo"

Melhor som: George Saldanha, François Wolf e Armando Torres Jr por "Tim Maia"

Melhor figurino: Kika Lopes, por "Trinta"

Melhor maquiagem: Martín Macias Trujillo, por "Getúlio"

Melhor curta-metragem animação: "A pequena vendedora de fósforo", de Kyoko Yamashita

Melhor curta-metragem documentário: "Efeito Casimiro", de Clarice Saliby

Melhor curta-metragem ficção: "O caminhão do meu pai", de Maurício Osaki

Melhor longa-metragem estrangeiro: "Relatos selvagens"

Voto popular para longa-metragem estrangeiro: "Boyhood - Da infância à juventude"

Voto popular para longa-metragem de documentário: "Dominguinhos"

Voto popular para longa-metragem de ficção: "Hoje eu quero voltar sozinho"