truque de mestre

X MEN

X MEN

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

PERDIDO EM MARTE POR ALÊ SHCOLNIK



Baseado no livro de Andy Weir, “Perdido em Marte” conta como Mark Watney sobreviveu durante quatro meses no planeta vermelho.

O astronauta Mark Watney se tornou a décima sétima pessoa a pisar em Marte e, muito provavelmente, será a primeira a morrer por lá. Depois de uma forte tempestade de areia, na qual ele sofre um terrível acidente, a missão Ares 3 é abortada e a tripulação vai embora, certa de que ele morreu. 

Ao despertar, ele se vê completamente sozinho, ferido e sem ter como avisar às pessoas na Terra que está vivo. E, mesmo que conseguisse se comunicar, seus mantimentos terminariam anos antes da chegada de um possível resgate. Ainda assim, Mark não está disposto a desistir. Munido de nada além de curiosidade e de suas habilidades de engenheiro e botânico - e um senso de humor inabalável -, ele embarca numa luta obstinada pela sobrevivência. 

Com esse objetivo, ele usará muita fita adesiva para elaborar um plano e entrar em contato com a NASA.

Com um forte embasamento científico realista e moderno, “Perdido em Marte” é uma ficção científica memorável e divertida, impulsionada por uma trama que conta com  a linguagem  e estética de Ridley Scott.

A estrutura montada de “Perdido em Marte” é praticamente a mesma de “Prometheus”, cabendo à Direção de Arte e a Fotografia mudar sua textura.

Com um roteiro bem delineado, com bons pontos de virada e ótimas sacadas nos diálogos, o filme é cheio de referências cinematográficas, desde os mais geeks como “Senhor dos Anéis” e “Homem de Ferro”, que você pode encontrar nos diálogos, até a estética do filme, que lembra “2001: Uma Odisseia no Espaço”, “Gravidade” e “Interstelar”.

Matt Damon está espetacular em cena, assim como a trilha sonora, que tem um papel importante no filme e o pontua muito bem. É angustiante!

Com uma mistura de “Náufrago” e “Gravidade”, Ridley Scott volta aos cinemas com essa obra que, com certeza, será indicada ao Oscar de 2016 em várias categorias técnicas. 

Não perca! E não esqueça o seu combo!