truque de mestre

X MEN

X MEN

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

CINCO GRAÇAS POR ROMULO DE SÁ PEREIRA


Uma ação inocente, uma simples brincadeira pode virar o mundo de cabeça para baixo. É isso o que acontece com as irmãs protagonistas de “Cinco Graças”, ou como diz a pequena Lale (Günes Sensoy) na abertura do filme, “em um momento tudo está tranquilo. Depois, a merda”.

É o último dia de aula numa cidadezinha turca na costa do Mar Negro e as cinco (uma escadinha com diferenças de idade de mais ou menos um ou dois anos umas para as outras), resolvem ir para casa andando, pelo caminho da praia. Lá, elas são vistas por uma vizinha enquanto brincam dentro da água de briga de galo com alguns colegas meninos. A fofoqueira conta a avó (Nihal G. Koldas) e ao tio (Ayberk Pekcan) das cinco órfãs que elas estavam “usando os pescoços dos rapazes para se masturbarem”. A partir daí, a casa onde vivem, que sempre estava de portas e janelas abertas, vai se fechando e, mais uma vez como diz Lale, é transformada em uma “fábrica de esposas”.

A grande força do filme (estreia da diretora e roteirista Deniz Gamze Ergüven), está na combinação entre a atuação de Günes Sensoy e suas quatro irmãs, Nur (Doga Zeyneo Doguslu), Ece (Elit Iscan), Selma (Tugba Sunguroglu) e Sonay (Ilayda Akdogan), e a forma como elas são fotografadas. A câmera sempre na mão e os longos takes das cinco juntas, ora esparramadas pelo chão brincando umas com as outras, ora abraçadas em cima da cama, ajuda a dar uma naturalidade incrível à relação das cinco. Lado a lado com o modo como foram filmadas está o que elas entregam em tela. Parece que estamos assistindo a cinco irmãs de verdade, com uma química perfeita.

Por fim, Ergüven usa o cenário da casa para discorrer sobre os inúmeros problemas que as mulheres têm pela frente, dia após dia. Machismo e patriarcalismo, violência sexual e doméstica etc. Enfim, “Cinco Graças” é uma metáfora para todo o cerceamento de liberdade que as mulheres, ainda hoje, enfrentam, seja na Turquia, nos países do Oriente Médio ou em qualquer outro lugar do planeta.