truque de mestre

X MEN

X MEN

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

PRESSÁGIOS DE UM CRIME POR ALÊ SHCOLNIK


Dois detetives do FBI, Joe Merriwether (Jeffrey Dean Morgan) e Katherine Cowles (Abbie Cornish) perseguem um serial killer conhecido por matar suas vítimas com um objeto perfurante na nuca, sem deixar vestígios na cena do crime. Diante da ausência de provas, Joe pede ajuda ao seu amigo pessoal, o Doutor John Clancy (Anthony Hopkins), um poderoso vidente que vive isolado desde a morte de sua filha. Aos poucos, este novo investigador ajuda os policiais a entender a mente do assassino (Colin Farrell), até fazer uma descoberta importante: o homem responsável pelas mortes também é um vidente, como John.

Em “Presságios de um crime” há um jogo em cena entre os personagens de Anthony Hopkins e Colin Farrell, proposta, inclusive, muito interessante, que trata da psique do serial killer, porém  falta originalidade e criatividade ao roteiro que é carregado de momentos clichês do gênero.

O filme não consegue manter o clima de mistério da trama. As ideias mais interessantes do longa são as que recebem menos destaque.

Previsível e desinteressante,  o filme que peca num roteiro genérico mas consegue se sobressair por conta das atuações e da criatividade de seu diretor o brasileiro Afonso Poyart (“Dois Coelhos”).