truque de mestre

X MEN

X MEN

quarta-feira, 18 de maio de 2016

X-MEN: APOCALIPSE POR ALÊ SHCOLNIK




Seguindo o aclamado blockbuster mundial “X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido”, o diretor Bryan Singer retorna aos cinemas com "X-Men: Apocalipse”. 

Desde o início da civilização, Apocalipse, o primeiro e mais poderoso mutante do universo X-Men da Marvel, acumulou os poderes de muitos outros mutantes, tornando-se imortal e invencível. Ao acordar depois de milhares de anos, ele está desiludido com o mundo em que se encontra e recruta uma equipe de mutantes poderosos, incluindo um Magneto desanimado (Michael Fassbender), para purificar a humanidade e criar uma nova ordem mundial, sobre a qual ele reinará. Como o destino da Terra está na balança, Raven (Jennifer Lawrence), com a ajuda do Professor Xavier (James McAvoy) deve levar uma equipe de jovens X-Men para parar o seu maior inimigo e salvar a humanidade da destruição completa.

Toda a história que havia sido contada até “X-Men: O Confronto Final” é esquecida nesse novo filme que não consegue reintroduzir os personagens de uma maneira tão eficiente quanto na trilogia inicial.

Enquanto “X-men: Dias de um Futuro Esquecido” dá conta de mostrar qualidade no roteiro, “X- Men: Apocalipse” ser perde e confunde o espectador com um roteiro cheio de referências aos filmes anteriores esquecendo a ordem cronológica dos acontecimentos e deixando muitas questões abertas.

Todos os personagens tem bons momentos, mas quem realmente rouba cena (novamente) e merece destaque é Evan Peters como Mércurio.  O personagem é cativante, engraçado e conta com o carisma e talento do ator.

A direção de Brian Singer deixa muito à desejar, os Efeitos Visuais tem altos e baixos, já a Fotografia consegue se fixar bem em cena, fazendo um bom trabalho. 

Bom filme e não esqueça o seu combo!