truque de mestre

X MEN

X MEN

sexta-feira, 3 de julho de 2015

UM POUCO DE CAOS POR ANDREA CURSINO


O Rei Luís XIV  incumbe o famoso arquiteto André Le Notre de projetar os jardins do Palácio de Versalhes. Ele contrata a bela e arrojada paisagista Sabine de Barra para auxiliá-lo, dona de um estilo oposto ao seu. Aos poucos as desavenças entre os dois desaparecem, a relação profissional logo torna-se mais íntima e fofocas chegam aos ouvidos da mulher de Le Notre.

Um dos filmes mais bonitos do ano! Alan Rickman mostra que tem mais talento do que já sabíamos. Ele dirigiu e roteirizou em parceria de Alison Deegan, Jeremy Brock e atuou como o Rei Luiz XIV. Cada vez mais vemos como os Britânicos são meticulosos com suas produções. Uma direção de arte belíssima com riqueza nos detalhes da riqueza e na pobreza. Figurinos belíssimos com cuidado para ajudar a contar a história da construção dos jardins do palácio de Versailles.

Um elenco com atores muito talentosos. A protagonista do filme é Kate Winslet que interpreta a paisagista Sabine de Barra que tem um dom especial. Uma paixão pela botânica. A simplicidade e determinação da paisagista encantava a todos a sua volta. Além de Kate Winslet e Alan Rickman, estão Matthias Schoenaerts como o arquiteto André Le Notre que foi escolhido pelo Rei para construir os jardins e o par romântico de Sabine.  Stanley Tucci como sempre interpreta com elegância Phillipe Duc DOrleans, o irmão do Rei Luiz XIV. Atentem para a interpretação da atriz Phyllida Law, mãe da atriz Emma Thompson. Ela interpreta Suzane uma nobre de 83 anos. Ela foi estrela do primeiro longa dirigido por Alan Rickman.

A história mostra como o que parecia ser uma simples construção virou um desafio para todos aqueles que concordaram participar dessa empreitada. Os personagens são bem construídos e conduzidos.

A montagem é bem cuidadosa e respeitou o ritmo que o diretor quis imprimir na tela. O filme prende atenção do início ao fim. Realmente é difícil não se encantar com tantos detalhes tão bem elaborados. É um filme para ser degustado e apreciado.

Um dos melhores filmes britânicos do ano!