truque de mestre

X MEN

X MEN

quarta-feira, 30 de março de 2016

ZOOM POR ALÊ SHCOLNIK


Zoom conta a  história de três artistas: Edward (Gael García Bernal), vaidoso diretor de cinema, que tem que lidar com a encomenda de um filme comercial, mas que, no fim das contas, quer mesmo é realizar uma obra autoral.  Emma (Alison Pill), uma autora de quadrinhos nas horas vagas que quer seios maiores, mas a cirurgia não resulta como o esperado e Michelle (Mariana Ximenes), uma modelo brasileira que mora no exterior com o namorado e deseja ser reconhecida como escritora.

O filme que mistura live-action com animação em rotoscopia (processo em que se desenha a partir da imagem filmada do ator) apresenta um roteiro confuso e uma  narrativa que se divide em  três tramas paralelas interligadas com um quê de “Inception” (A Origem de Christopher Nolan) nos seus personagens.

Tudo acontece em um universo multidimensional onde cada um vive em uma realidade separada, em que um é autor da vida do outro.  Um cineasta está filmando um longa-metragem que tem como protagonista uma modelo-autora que está escrevendo um livro relatando as experiências de uma quadrinista que está desenhando uma graphic novel cujo herói é um diretor cinema frustrado.

Nos cruzamentos entre eles o filme chega a ter bons momentos, principalmente nos questionamentos seja ele de mercado, arte e merchandising. 

Coprodução do Brasil com o Canadá, o filme dirigido foi exibido no Festival de Toronto 2015 e foi indicado ao Canadian Screen Awards, conhecido como o prêmio mais importante do cinema canadense.