truque de mestre

X MEN

X MEN

quarta-feira, 13 de abril de 2016

AVE, CÉSAR! POR ALÊ SHCOLNIK


Na Los Angeles de 1950, a produção acompanha o dia a dia de um dos diretores de um estúdio cheio de problemas para solucionar. Edward Mannix (Josh Brolin) é o responsável por proteger as estrelas do Capitol Pictures de escândalos e polêmicas e vive um dia intenso quando Baird Whitlock (George Clooney), astro da superprodução “Hail, Caesar!” é sequestrado no meio das filmagens.

O filme que faz uso da metalinguagem (que mostra o trabalho dos produtores, diretores, atores, figurantes) é uma sátira cheia de ironia a indústria cinematográfica hollywoodiana com um elenco estelar em grande sintonia. Alias, todos estão bem em cena, sem exceção.

“Ave, César!” traz o estilo único dos Irmãos Coen que acertam a mão na direção e no roteiro que faz muitas referências aos clássicos com um quê de non sense e muito humor.

A Direção de arte faz um belíssimo trabalho em cena com os sets elaborados, figurinos glamourosos e muito brilho, características típicas do cinema hollywoodiano dos anos de ouro. A Fotografia, em determinados momentos, brinca com o estilo noir, o que fez muito sucesso na época.

Em "Ave,César!" inspirações é que não faltam, tem de tudo em cena ao mesmo tempo que homenageando e ironizando a industria e criticando (ainda) o Capitalismo.

Bom filme!